fbpx
AnálisesAndroidDestaquesNotíciasSmartphones

(Análise) Estivemos a analisar os novos Pixel 4 da Google. Tudo o que precisas de saber aqui!

Foram lançados oficialmente pela Google no dia 15 de outubro no seu evento “Made by Google”. Este era um dos equipamentos Android mais esperados do ano, sendo que é o smartphone com o Android 10 no seu formato original.

Para além de vários produtos, foram apresentados os smartphones Google Pixel 4 e o Pixel 4 XL, ambos com câmara dupla de 12,2 e 16 megapixels e um radar. Mas para que serve esse radar?

Controlo por gestos

Vamos começar por responder à questão do radar, que não é nada mais que o controlador por gestos. Esta função do smartphone faz com que seja possível o mesmo reconhecer quando algo está perto. Por exemplo, podemos utilizar gestos para mudar de música ou para atender/recusar chamadas.

Sensor biométrico

Como empresa especializada em software, a Google consegue trazer nestes novos Pixel, um melhoramento no que se trata de reconhecimento facial para desbloquear o equipamento. Basta segurar o equipamento para o mesmo detetar o rosto, de forma a desbloquear o equipamento de forma quase automática. Com base em várias análises, o Pixel tem mesmo o desbloqueio facial mais rápido do mercado de smartphones.

De modo a mostrar que o desbloqueio facial funciona na perfeição, a Google não utilizou neste equipamento os sensores de desbloqueio com a impressão digital, opção já habitual em vários equipamentos do mercado.

Câmara

O Pixel 4 tem câmara dupla, com uma lente teleobjetiva e uma grande angular. Ao olharmos para a parte traseira, a câmara parece muito idêntica à dos novos iPhone 11.

Sendo a Google uma empresa forte em software, como referido há pouco, a empresa aposta numa fotografia computacional, e utiliza altos recursos de processamento para melhorar a qualidade da câmara. Existe uma grande promessa de fotos incríveis a partir de combinação dos componentes com um bom software por trás.

Hardware

Ambos os equipamentos vêm equipados com o último processador da Qualcomm, o Snapdragon 855, já utilizado em vários telemóveis de topo. A juntar a esse processamento foram instalados 6GB de memória RAM de modo que equipamento consiga ter o melhor desempenho possível.

Design

No modelo anterior, Pixel 3 XL, a Google utilizou o conhecido notch na área superior. Desta vez, de modo a conseguir instalar o radar no equipamento, o diretor do projeto Pixel, Nanda Ramachandran, usou uma área muito maior ocupando toda a área de cima do equipamento, o que esteticamente não é muito apelativo por ter uma grande diferença ao comparar com a parte inferior do equipamento.

Em resumo, estes dois equipamentos podem fazer parte de um teste para começar a ser utilizado com maior frequência o radar para controlo por gestos, que a Google no futuro poderá utilizar em outros equipamentos.

Ainda não existe qualquer previsão para ambos serem vendido em Portugal, mas sabemos que poderão ter um custo, em dólares americanos, de 799$ para o Pixel 4 e de 899$ para o Pixel 4 XL.

 

Ficha técnica do Google Pixel 4

  • Tamanho da tela: 5,7 polegadas
  • Resolução da tela: Full HD+
  • Painel da tela: OLED
  • Formato: 19:9
  • Câmara principal: dupla, 12,2 e 16 megapixels
  • Câmara frontal (selfie): 8 megapixels
  • Sistema: Android 10
  • Processador: Snapdragon 855
  • Memória RAM: 6 GB
  • Armazenamento (memória interna): 64 GB ou 128 GB
  • Capacidade da bateria: 2.800 mAh
  • Peso: 162 gramas
  • Cores: preto, branco e laranja.

Ficha técnica do Google Pixel 4 XL

  • Tamanho da tela: 6,3 polegadas
  • Resolução da tela: Quad HD+
  • Painel da tela: OLED
  • Formato: 19:9
  • Câmara principal: dupla, 12,2 e 16 megapixels
  • Câmara frontal (selfie): 8 megapixels
  • Sistema: Android 10
  • Processador: Snapdragon 855
  • Memória RAM: 6 GB
  • Armazenamento (memória interna): 64 GB ou 128 GB
  • Capacidade da bateria: 3.700 mAh
  • Peso: 193 gramas
  • Cores: preto, branco e laranja

Comment here