fbpx
Notícias

Autoridades desligam rede ilegal de canais IPTV com mais de dois milhões de clientes

Autoridades desligam rede ilegal de canais IPTV com mais de dois milhões de clientes – Mundo Smart - mundosmart

Os serviços IPTV são atualmente muito procurados por várias pessoas, isto porque para além de terem vários canais que supostamente são pagos, o valor destes pacotes é muito inferior em comparação com os serviços de telecomunicações.

Mas nem tudo é bom, estes são serviços ilegais, e podem levar os seus distribuidores a serem multados com valores muito altos, para além de os poder levar a alguns anos de prisão.

Recentemente, com ajuda da Europol, foram presas 11 pessoas que tinham uma rede ilegal de IPTV em Espanha, rede que contava com mais de dois milhões de clientes. Neste caso, as autoridades apreenderam bens no valor de quase 5 milhões de euros, bem como 1,1 milhões em ativos bancários.

Com este grande número de clientes, estima-se que o grupo tenha gerado mais de 15 milhões de euros, enquanto davam enormes prejuízos às operadoras do país.

O grupo em questão é o Rapid IPTV, denunciado pelo grupo anti pirataria “Rights Alliance”. Este grupo tinha a sua principal atividade em Espanha, mas distribuía para vários países.

Segundo o Pplware, a distribuição deste tipo de serviços em Portugal pode levar até quatro crimes puníveis, com uma média de até cinco anos de prisão. Os crimes em questão são:

  • Usurpação – que pode chegar aos três anos de prisão
  • Proteção das medidas tecnológicas – Pena máxima de um ano de prisão
  • Acesso ilegítimo – Pena de prisão entre um e cinco anos
  • Detenção de dispositivos ilícitos – Pena pode ir até três anos de prisão

Comment here